Blog do Edivaldo Diogenes


13/02/2007


Um Mês de Saudade

Minha Mãe,  como é triste um mês sem vc. Quanta falta eu sinto de não ter com quem falar confidências, que só uma mãe sabe ouvir de um filho de 55 anos, e aconselhar como se ele tivesse cinco.  Fico olhando o telefone, e me perco na saudade. Sempre pela manhã eu ligava, e em tom de devaneios  ia limpando meu coração, de meus medos e minhas magoas e recebendo conselhos e às vezes carões, que tanto precisava, como uma criança. Aí que saudade, mãe. Só não estou mais perdido, porque acredito que a senhora continua me ouvindo , só que nem precisa mais de telefone. Podemos conversar diretamente. Desculpe se estou chorando, é que a saudade é grande,  e ainda sou homem de pouca fé. Te amo.                                                                                                      

Escrito por ediogenes às 10h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese

Histórico